Geração distribuída ultrapassa 3 GWp no Brasil

A geração distribuída fotovoltaica alcançou a marca histórica de 275 mil conexões no Brasil, no primeiro semestre de 2020, que totalizam 3,3 gigawatts de potência instalada. A pandemia do novo coronavírus teve um grande impacto no setor, porém ocorreu em meio a um crescimento exponencial que fez a potência instalada saltar 98% no primeiro semestre de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. O segundo trimestre de 2020 recuou 24% em relação ao primeiro trimestre deste ano, já refletindo o impacto econômico da quarentena, que teve início em meados do mês de março em São Paulo, epicentro da pandemia. O mês de julho deste ano fechou 5% abaixo de julho de 2019. Mas mesmo com a pandemia o ano de 2020 deve fechar com crescimento acima de 15% em relação a 2019. O mercado solar no Brasil está apenas no começo: a penetração da geração distribuída ainda é de apenas 0,5% das residências do país. Segundo a Absolar, “na comparação com outros países, o Brasil possui apenas entre 10% e 20% das conexões existentes em nações como Austrália, China, EUA e Japão, que já ultrapassaram a marca de 2 milhões de sistemas solares fotovoltaicos, bem como Alemanha, Índia, Reino Unido e outros, que já superaram a marca de 1 milhão”.

Geração distribuída ultrapassa 3 GWp no Brasil
Classificado como:    
pt_BR
es_ES pt_BR